Seja Bem Vindo
Quantidade Itens: 
Sub-total: R$ 
 
  Livros

  Nutrição enteral

  Nutrição esportiva

  Nutrição funcional

  Nutrigenômica - testes genéticos

  Produtos naturais

  Produtos orgânicos

  Tecnologias Especiais para Saúde


 



 
quarta-feira, 24 de julho de 2013
TENHA CERTEZA DA FONTE E PROCEDENCIA DOS SUPLEMENTOS QUE VOCÊ UTILIZA.


Embora amplamente utilizados, proteína em pó e suplementos de aminoácidos são uma fonte potencial de substâncias ilícitas, como a mandrolona, que não pode ser expresso no rótulo de um suplemento alimentar.

O Comitê Olímpico Internacional encaminhou para análise do laboratório credenciado em análise anti-doping 634 amostras de suplementos nutricionais obtidas em 13 países e de 215 diferentes fornecedores. Os suplementos foram comprados em lojas de suplementos, pela internet e por telefone.  A contaminação por substâncias não declaradas no rótulo do suplemento (off label) foi da ordem de 14,8%.

Contaminantes que tem sido identificados incluem uma variedade de esteroides anabólicos androgênicos (incluindo testosterona e nandrolona, assim como pró-hormônios desses compostos) e efedrina. Essa contaminação pode ser em muitos casos o resultado de má prática de produção, mas há alguma evidência de adulteração deliberada desses produtos.

Ouso de suplementos é generalizado no esporte e a maioria dos atletas de alto rendimento usam algum tipo de suplementação alimentar. Muitos desses suplementos podem não trazer uma melhora da performance ou benefícios para a saúde, e alguns ainda podem prejudicar a performance e a saúde se tomados e maltas doses por períodos prolongados e sem acompanhamento médico.

 Alguns suplementos contêm excessivas doses de ingredientes potencialmente tóxicos, enquanto outros podem não conter as quantidades de ingredientes expressas no rótulo.

O atleta e sua equipe técnica são responsabilizados pela ingestão acidental de substâncias proibidas não declaradas no rótulo (off label) de acordo com o regulamento da Agencia Mundial Anti-Doping (WADA) do Comitê Olímpico Internacional (COI).

No Brasil, na área de alimentos, as empresas devem possuir a Certificação de Boas Práticas de Fabricação expedida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária(ANVISA).

 

Autor: Desconhecido
Publicação vista 1281 vezes


Livros | Nutrição enteral | Nutrição esportiva | Nutrição funcional | Nutrigenômica - testes genéticos | Produtos naturais | Produtos orgânicos | Tecnologias Especiais para Saúde
Quem somos | Segurança e Privacidade | Como Comprar? | Ver meu carrinho de compras | Fechar Pedido | Registro de Clientes
Pronutri - Nutrição avançada para todas as idades © Copyright 2017
CNPJ: 012.839.294/0001-29 - Todos os direitos reservados.