Seja Bem Vindo
Quantidade Itens: 
Sub-total: R$ 
 
  Livros

  Nutrição enteral

  Nutrição esportiva

  Nutrição funcional

  Nutrigenômica - testes genéticos

  Produtos naturais

  Produtos orgânicos

  Tecnologias Especiais para Saúde


 



 
terça-feira, 31 de maio de 2011
O papel das fibras na alimentação infantil

O papel das  fibras  na alimentação infantil

O papel das  fibras  na alimentação infantil

 

 

 

A fibra alimentar constitui uma classe de compostos de origem vegetal formada principalmente por polissacarídeos e outras substâncias associadas que, quando ingeridos, não sofrem hidrólise, digestão e absorção no intestino delgado de humanos. É formada por uma mistura complexa de substâncias que apresentam diferentes efeitos fisiológicos, dependendo do tipo de fibra alimentar predominante.

As  fibras são classificadas  em  solúveis  e  inssolúveis, dependendo da  sua  afinidade com a água. As fibras solúveis têm como efeito o retardo do esvaziamento gástrico, do tempo de trânsito intestinal e da absorção de glicose, assim como a diminuição do colesterol sanguíneo.

Já as fibras insolúveis  aumentam o bolo fecal melhorando o ritmo intestinal e também retardam a absorção da glicose. Por esses efeitos benéficos, a fibra alimentar é também considerada como parte do grupo de alimentos funcionais. Determinadas fibras alimentares, como a inulina e a oligofrutose, possuem também efeito prebiótico estimulando o crescimento de bactérias benéficas, especialmente bifidobactérias e lactobacilos, promovendo a prevenção da colonização intestinal pr  organismos patogênicos.

Muitos estudos relatam efeito benéfico do uso de fibra alimentar com a diminuição do risco, na idade adulta, de doenças crônicas como alguns tipos de câncer, doença cardiovascular e diabetes tipo 2.

Na infância, dietas com maior teor de fibras têm sido usadas  principalmente na hipercolesterolemia, na obesidade, na constipação e no diabetes mellitus. A fibra alimentar é introduzida ao lactente através das frutas e legumes na época da  introdução da  alimentação  complementar, após os  6 meses  de idade.

 A recomendação de consumo de fibra alimentar na dieta infantil, para crianças acima de dois anos e adolescentes sadios é determinada pela idade em anos mais 5g como ingestão diária mínima, e pela idade em anos mais 10g como ingestão diária máxima, até o máximo de 35g por dia (ex: para criança de 5 anos, a ingestão diária seria de 10 a 15g /dia). Para adultos,  recomenda-se o consumo diário de 25 a 35g de fibras. Estas recomendações têm por objetivo manter o  funcionamento intestinal adequado e prevenir o aparecimento de doenças crônicas.


O fornecimento da  fibra alimentar deve ser feito, de preferência, através de variados alimentos ricos em fibra, como: legumes, hortaliças, frutas, algas, cereais e outros grãos . Deve-se ter cautela com o excesso no consumo de fibra alimentar, pois  o  consumo em excesso pode comprometer a ingestão de outros alimentos resultando também em menor ingesta calórica. O excesso de fibras também está associado à diminuição na biodisponibilidade de vitaminas, cálcio, zinco, magnésio e ferro (sobretudo quando associada a fitatos, oxalatos e substâncias fenólicas), diminuindo, assim, a absorção destes micronutrientes pelo trato digestivo.

 

Suplementos de fibra( mix de fibras  ou multimisturas) não são recomendados para crianças, exceto no tratamento de situações específicas, como alguns casos selecionados de constipação intestinal, obesidade e hipercolesterolemia. Como a fibra alimentar aumenta a retenção de água no intestino grosso, deve-se aumentar o aporte de ingestão hídrica proporcionalmente ao aumento do consumo da fibra.

 

Atualmente  alguns  produtores  de  alimentos infantis, já  demonstarm preocupação e  cautela  na  produção destes  nutrientes, confeccionando produtos a  base de  cereais integrais e  acrescentando à  alguns  alimentos, especialmente  leites para alimentação  infantil, frutoligossacraídeos e  inulina.

 

Independente de  qualquer patologia, a criança deve  ser estimulada  desde  a introdução da  alimentação complementar ( aos 6 meses  de  idade) a  consumir  frutas, verduras  e legumes, além de  consumir de  maneira  adequada  os  cereais  integrais. Esta conduta fortalece a  construção de  hábitos alimentares  saudáveis,  além  de  contribuir  na prevenção de  doenças  crônicas  futuras.

Autor: Pronutri
Publicação vista 2478 vezes


Livros | Nutrição enteral | Nutrição esportiva | Nutrição funcional | Nutrigenômica - testes genéticos | Produtos naturais | Produtos orgânicos | Tecnologias Especiais para Saúde
Quem somos | Segurança e Privacidade | Como Comprar? | Ver meu carrinho de compras | Fechar Pedido | Registro de Clientes
Pronutri - Nutrição avançada para todas as idades © Copyright 2018
CNPJ: 012.839.294/0001-29 - Todos os direitos reservados.